Montepio levantou 200 milhões para crédito às empresas

O presidente do Montepio disse nesta segunda-feira que a emissão de 200 milhões de euros em unidades de participação que o banco fez não foi por falta de capital, mas porque quer aumentar o crédito às empresas e sobretudo às exportadoras.


"A emissão não foi feita para suprir dificuldades de capital. Mesmo depois das provisões que constituímos em setembro, tínhamos um rácio de capital 'core tier 1' de 11%", disse Tomás Correia, na bolsa de Lisboa. 

O responsável sublinhou que, depois desta emissão, o Montepio ficará com 13% de core tier 1', a medida de avalia a solvabilidade de um banco. 

"Reforçamos capital porque queremos apoiar a economia, sobretudo as empresas de bens transacionáveis. Uma boa base de capital é uma garantia de que podemos desenvolver esse trabalho", reforçou o responsável.

Apesar disso, Tomás Correia garantiu que o banco não tem problemas de capitalização e disse que quando entrarem em vigor as novas regras de rácio de capital ao abrigo do quadro regulamentar de Basileia III, a 1 de janeiro, que o Montepio estima que ficará "com um excesso entre 500 e 600 milhões de euros".

"Estamos a trabalhar para voltar aos lucros. Temos a expectativa de ter bons resultados em 2014", disse Tomas Correia.


Segundo o responsável, o prejuízo de 205 milhões de euros que a Caixa Económica Montepio Geral apresentou até setembro (que comparam com lucros de 1,2 milhões de euros de setembro de 2012) teve a ver com o objetivo da gestão em "ter um balanço sólido", O que levou ao reforço das provisões e imparidades.

O Montepio divulgou, numa sessão na bolsa de Lisboa, que colocou a totalidade dos 200 milhões de euros em unidades de participação que contam para capital do banco, através de 25 mil subscritores.

 

O presidente da associação mutualista considerou esta emissão um "sucesso" e destacou que todos os títulos foram colocados "no retalho".

 


"Não houve institucionais a subscrever", frisou Tomás Correia, destacando os "quase 25 mil subscritores" que "confiaram as suas poupanças no Montepio".

fonte~.http://www.cmjornal.xl.pt/n


publicado por adm às 22:56 | comentar | favorito
tags: