BBVA poderá estar de saída de Portugal

Depois das vendas feitas no ano passado do negócio de pensões na América Latina e de algumas filiais em países como o Panamá, o BBVA poderá estar de saída de Portugal. A notícia é avançada hoje pelo 'El Confidencial', segundo o qual o banco espanhol já terá começado a sondar possíveis compradores da sua atividade em Portugal, que nos últimos anos tem gerado perdas.

Fontes financeiras confirmaram ao jornal espanhol que o BBVA contratou os serviços do Nomura para analisar o interesse de potenciais comprados que queiram ficar com o negócio em Portugal que conta com ativos de 5,5 mil milhões de euros. A filial perdeu 107 milhões de euros no ano passado mas o grupo com sede em Bilbao conta com outras atividades, como sociedades imobiliárias, gestão de pensões, fundos de investimento.

Numa declaração ao Dinheiro Vivo, fonte oficial do BBVA Portugal afirmou apenas que "o BBVA não comenta rumores de mercado".

O 'El Confidencial' salienta que "a operação, que poderá ascender a 300 milhões de euros, é pequena dentro do balanço da casa-mãe mas representaria a saída de um país que não tem dado muitas alegrias a Paco González e a centralização em negócios considerados estratégicos".

No entanto, o jornal admite que encontrar "uma noiva para o BBVA não será fácil", uma vez que a maioria dos bancos fechou com prejuízos no ano passado ou com quebra de lucros. A somar a isto, alguns bancos portugueses têm de devolver as ajudas recebidas do Estado para se recapitalizar.

"A CGD e o Espírito Santo surgem como favoritos nesta venda, ainda que não se descarte a entrada em jogo de um private equity que esteja a tomar posições na Península Ibérica para aproveitar a reestruturação, como tem feito a Apollo em Espanha com o Evo Banco", conclui o 'El Confidencial'.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/M

publicado por adm às 22:51 | comentar | favorito
tags: