Novo Banco já está a preparar mudança da marca

O Novo Banco vai mudar de nome. Segundo o Dinheiro Vivo apurou o plano de reestruturação que a instituição financeira está a preparar prevê um rebranding que passa pela alteração do nome do banco. Assim, todas as agências, produtos e comunicação serão alterados de acordo com o que for escolhido.

O Dinheiro Vivo sabe que já há equipas a trabalhar na alteração da marca e está previsto que esta operação esteja concluída dentro de dois meses. Ou seja, até ao final de outubro, início de novembro deverá estar desenhado o rebranding do Novo Banco. Assim, já será possível desenvolver uma oferta de produtos debaixo da nova marca.

Uma das preocupações da atual administração passa, entre outros fatores, por um maior enfoque no retalho. A equipa liderada por Vítor Bento quer recuperar os clientes que perdeu, na sequência da crise que envolveu o Grupo Espírito Santo (GES) e o BES.

O Novo Banco foi criado a 4 de agosto como o "banco bom" que veio substituir o centenário BES, com a assinatura "mais forte e mais seguro". Chegou a pensar-se que o Novo Banco iria manter-se com esta designação até à concretização da sua venda, que deverá ocorrer em 2015, tal como o Dinheiro Vivo noticiou. "O novo acionista poderá querer manter a sua própria marca, caso seja um banco, ou alterá-la. Talvez por isso fizesse mais sentido esperar pela concretização da venda", afirmou uma fonte do sector que pediu para não ser identificada.

No entanto, a administração liderada por Vítor Bento quer criar uma nova marca que não tenha qualquer referência ao antigo BES e optou por não esperar pela venda para o fazer.

Atualmente, ao aceder ao site do BES os clientes são reencaminhados para o endereço do Novo Banco (www.novobanco.pt). Nesse site é notório que alguns produtos já deixaram cair a marca BES, como é o caso do crédito à habitação ou do crédito individual.

No entanto, ainda existem ofertas que têm a marca do BES associada, o que pode gerar alguma confusão. Isto porque o nome BES ficou definido como o "banco-mau", ou seja, a instituição que agregada todos os ativos tóxicos que pertenciam ao antigo Banco Espírito Santo.

O Novo Banco foi capitalizado em 4,9 mil milhões de euros através do Fundo de Resolução. A instituição financeira tem dois anos para pagar o empréstimo, cuja taxa de juro é de 2,95%. Vítor Bento já deixou claro que pretende cumprir esse prazo.

fon te:http://www.dinheirovivo.pt/

publicado por adm às 10:23 | comentar | favorito