CGD já tem «luz verde» para estudar banco de investimento

O Governo já deu instruções à Caixa Geral de Depósitos (CGD) para que estude a criação de uma «instituição financeira especializada em processos de investimento», adiantou esta terça-feira o primeiro-ministro.

«O Governo já deu instruções à Caixa Geral de Depósitos para que possa preparar uma medida que vise a criação de uma instituição financeira especializada em processos de investimento e desenvolvimento», declarou Passos Coelho, em resposta ao deputado do PSD, Luís Campos Ferreira, no debate do Orçamento do Estado para 2013.

O primeiro-ministro referiu que não pode ainda comprometer-se sobre se a instituição a criar será «estritamente de capitais públicos ou de capitais mistos».

No debate, Pedro Passos Coelho foi acusado pelo deputado do PS e ex-secretário de Estado Pedro Marques de «guardar 7,5 mil milhões de euros num fundo» destinado à capitalização bancária que «poderia ser utilizado na estabilização económica».

Passos Coelho respondeu que o montante de 12 mil milhões de euros para ser eventualmente utilizado na recapitalização da banca «não está disponível para outras utilizações» e que ainda que colocasse a troika perante a necessidade de «outras utilizações» essa não poderá ser uma decisão unilateral do Estado português.

No debate, o deputado socialista Eduardo Cabrita afirmou que o primeiro-ministro falhou nas previsões das receitas fiscais e de não antecipar a «desgraça da recessão».

«Não há ninguém que acredite na viabilidade de uma explosão fiscal que põe quem tem 580 euros por mês a passar de 14,5 por cento para 28 por mês. Aquela que é a visão para a Europa que este Orçamento nos traz é uma divida à italiana, um desemprego á espanhola e um caos social à grega», acusou.

No final da segunda ronda de debate, o primeiro-ministro considerou que a situação presente é «historicamente sensível e grave», dizendo que ao fim de ano e meio o Governo «orgulha-se de ser visto como um parceiro credível e fiável».

Passos Coelho disse que será a capacidade de o país se mostrar unido que «dará a Portugal um cheque de saída para esta crise».

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/f

publicado por adm às 22:35 | comentar | favorito