Deutsche Bank decide medidas de austeridade em hotel de luxo

O Deutsche Bank, que anunciou o corte de dois mil funcionários, convocou directores e administradores para uma reunião num dos mais caros hotéis de Berlim para decidir medidas de austeridade, noticia este domingo a revista «Der Spiegel».

Segundo a revista alemã, citada pela Lusa, a reunião começa na segunda-feira, prolonga-se durante três dias e vai decorrer no Hotel Adlon, junto às Portas de Bradenburgo, no centro da capital alemã, tendo o Deutsche Bank alugado todos os quartos do hotel que custam entre 320 a 15.000 euros por noite.

«Há poucas semanas os administradores do banco, Anshu Jain e Jurgen Fitscehn, filosofavam sobre mudanças no comportamento no sentido de se acabar com desagradáveis excessos do passado», escreve a revista «Der Spiegel», que acrescenta que «pelos vistos não se pode levar a sério a promessa dos chefes».

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 19:32 | favorito