BEI empresta 300 milhões ao BPI

O Banco Europeu de Investimento (BEI) concedeu um empréstimo de 300 milhões de euros ao Banco BPI destinado ao financiamento de projetos de pequena e média dimensão em Portugal, que sejam desenvolvidos por pequenas e médias empresas (PME).

O acordo de crédito foi assinado esta sexta-feira, em Lisboa, pela vice presidente do BEI, Magdalena Álvarez, e pelo presidente do Banco BPI, Fernando Ulrich.

«A nova linha de crédito, ancorada na relação de longa data entre o BEI e o BPI, não teria sido possível sem o apoio que o Governo português decidiu prestar a fim de assegurar uma contribuição contínua do BEI para o financiamento de projetos prioritários em Portugal, nomeadamente, os realizados por PME», realçou Fernando Ulrich, num comunicado enviado às redações.

O banqueiro sublinhou que «o BPI tem estado na primeira linha desses esforços e este novo, e bem oportuno, empréstimo do BEI permitirá ao banco incrementar a sua contribuição para o financiamento das PME em condições atrativas».

Já Magdalena Álvarez referiu que «o BEI tem o prazer de assinar este empréstimo, que é uma demonstração imediata do valor da 'garantia de carteira' assinada esta manhã com a República Portuguesa e que irá dar às pequenas empresas acesso ao crédito em condições favoráveis, fomentando, assim, o crescimento e o emprego, tão necessários na actual conjuntura económica».

No documento lê-se ainda que «sendo um objectivo da UE [União Europeia] apoiar as PME, [esta] constitui também uma das prioridades de investimento do BEI. Este empréstimo surge no âmbito da política do BEI e do Banco BPI de apoiar pequenas empresas no actual contexto de crise económica, facilitando o seu acesso ao crédito com prazos de reembolso alargados, planos flexíveis de desembolso e taxas de juros baixas, de forma a assegurar a sua sustentabilidade e promover a criação de emprego».

O Governo português e o BEI assinaram em Lisboa contratos de crédito incluindo a extensão de uma «garantia de carteira»de 2.800 milhões de euros a Portugal.

BPI pede autorização para abrir filial bancária em Newark

Ao mesmo tempo, o jornal norte-americano «American Banker», que cita documentos oficiais, noticiou que o BPI está à espera de receber «luz verde» das autoridades reguladoras norte-americanas para abrir uma filial bancária na cidade de Newark, no Estado de Nova Jersey, nos Estados Unidos da América (EUA).

De acordo com a publicação, citada pela Lusa, o BPI escolheu a cidade de Newark devido à grande comunidade de portugueses que lá residem. O «American Banker» frisou que o BPI já tem um escritório de remessas nessa mesma cidade.

No pedido de autorização, oficializado a 16 de novembro, o BPI explicou que o Governo português quer impulsionar as exportações de tecnologia, serviços e vestuário para os EUA.

A Divisão Bancária de New Jersey está neste momento a analisar a solicitação, disse um porta-voz da agência ao American Banker.

Nesta candidatura à abertura de uma filial bancária em Newark, o BPI realçou às autoridades dos EUA que Portugal recebeu fundos de apoio financeiro do Banco Central Europeu (BCE) e que as reformas exigidas por altura do resgate internacional estão a ser cumpridas.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt

publicado por adm às 23:14 | comentar | favorito