Barclays fecha agências em Portugal. Mais de 300 ficam sem trabalho

Trata-se de uma redução de mais de um terço das agências que o banco tem no país.

O Barclays vai anunciar uma reestruturação da operação em Portugal na área do retalho que passa pelo fecho de cerca de 100 agências e a redução de, pelo menos, 300 trabalhadores.

"A informação que temos é que os cortes em Portugal vão atingir entre 300 a 400 trabalhadores, tendo sido decidido o encerramento de cerca de 100 agências" bancárias, disse uma fonte do banco à agência Lusa, que pediu para não ser identificada. 

Trata-se de "uma redução de mais de um terço das agências que o banco tem em Portugal", sublinhou a mesma fonte. 

Estes cortes para Portugal devem ser conhecidos esta terça-feira, no âmbito de um plano de reestruturação mais alargado que prevê ainda, segundo o jornal britânico “Financial Times”, a supressão de dois mil postos de trabalho só na banca de investimento. 

Contactado pela agência Lusa, fonte oficial do Barclays não quis comentar. 

Em 2012, o Barclays encerrou 19 das suas 279 agências em Portugal, na sequência do plano de redução da base de custos no país. Na altura, fonte oficial do banco disse que esta redução da rede não implicava despedimentos, mas confirmou a abertura de um plano de rescisões amigáveis, que teve a adesão de cerca de 200 trabalhadores. 


O Grupo Barclays apresenta as suas contas na terça-feira em Londres, quando deve ser conhecido oficialmente, e ao longo do dia país a país, o seu plano de reestruturação.

fonte:http://rr.sapo.pt/

publicado por adm às 20:58 | favorito