Banca cobra por prestações

Os bancos cobram uma comissão mensal pelo pagamento da prestação do crédito à habitação.

O valor é atualizado anualmente e varia, no universo dos cinco principais bancos nacionais, entre um mínimo de 1,50 euros e 1,75 euros. "Os bancos cobram... por cobrar", sublinha ao CM Vinay Pranjivan, da Deco/Proteste. 

Trata-se de uma comissão que a Deco "não compreende" e para a qual já alertou o Banco de Portugal, garante o especialista da revista da associação do consumidor. Ao valor da comissão mensal de cada banco, acresce ainda o imposto de selo de 4%, ou seja, até o Estado continua - durante a vigência dos contratos - a beneficiar com os portugueses que contraíram empréstimos para a compra de habitação própria. 

O BCP cobra a-nualmente, nos contratos do crédito à habitação, 18 euros a título de "comissão de processamento de prestação", a Caixa Geral de Depósitos 19,80 euros, o Santander Totta 20,40 euros, e o BES 21 euros. O BPI é o único, dos cinco principais bancos, que não faz menção direta a esta comissão, mas dedica um valor de 1,25 euros por cada entrega de documenta- ção, a que acresce também o imposto de selo.

Esta diferença de terminologia das comissões - que ainda esta semana motivaram uma ação da Autoridade da Concorrência - é outra das críticas da Deco. 

A utilização de diferente terminologia para os mesmos atos, nomeadamente no crédito à habitação, impede a comparação entre bancos, alerta a Deco.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/n

publicado por adm às 21:06 | comentar | favorito