Montepio com prejuízos de 70 milhões

O Montepio registou prejuízos de 69,65 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, contra lucros de 4,77 milhões no final de Junho do ano passado. A deterioração dos resultados deveu-se à quebra dos proveitos e ao aumento das imparidades para crédito.

As perdas da instituição financeira de carácter mutualista só não foram mais elevadas graças a um crédito fiscal de quase 33,7 milhões de euros. Sem este impacto fiscal os prejuízos do Montepio teriam rondado os 100 milhões de euros.

 

A deterioração dos resultados reflectiu a quebra de 33,5% da margem financeira, que se fixou em 101,9 milhões de euros e da diminuição de 46,6% dos resultados em operações financeiras, para 32,8 milhões, o que levou a uma redução de 23,2% no produto bancário, que se fixou em 197 milhões, refere o relatório e contas do primeiro semestre, publicado esta sexta-feira, 30 de Agosto, no site da CMVM.

 

Também o aumento das imparidades – mais 66,5%, para 127,4 milhões – penalizou o desempenho da instituição liderada por António Tomás Correia. O reforço de provisões deveu-se, sobretudo, ao aumento do incumprimento de crédito, já que as imparidades para malparado mais que duplicaram para 81 milhões.

 

Os custos operacionais caíram 3,5%, para 164,5 milhões, sobretudo graças aos cortes conseguidos nos fornecimentos e serviços externos.

 

A nível da actividade, o crédito a clientes caiu 4%, para 16,28 mil milhões, enquanto os recursos de clientes no balanço subiram 8,2%, para 15,8 mil milhões.

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/

publicado por adm às 12:11 | comentar | favorito
tags: