Banco de Portugal quer travar guerra de depósitos na banca

Bancos terão de informar o supervisor, que procura sinais de alerta em depósitos com juro superior em três pontos à Euribor aplicável.

O Banco de Portugal (BdP) vai monitorizar os juros praticados nos depósitos, de forma a prevenir situações que ponham em causa a solidez dos bancos, apurou o Diário Económico. A entidade liderada por Carlos Costa enviou aos bancos nacionais uma circular em que estabelece a obrigatoriedade de comunicarem, já a partir deste mês, a existência de depósitos a prazo com juros superiores em três pontos percentuais à taxa Euribor aplicável ao período de cada aplicação.

Às cotações de ontem, os limites serão de 4,5% nos depósitos com Euribor a três meses, 4,7% a seis meses e 5,1% a doze meses. O supervisor vai analisar se as rendibilidades oferecidas são adequadas à situação financeira de cada banco. Caso detecte sinais de alerta, o Banco de Portugal deverá actuar junto da instituição em questão.

Contactada, fonte oficial do Banco de Portugal não fez comentários até ao fecho da edição. Porém, várias fontes do sector bancário confirmaram ao Diário Económico a recepção da circular da entidade supervisora liderada por Carlos Costa. "O Banco de Portugal vai controlar instituição a instituição, depósito a depósito", explicou uma das fontes contactadas. 

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:00 | comentar | favorito