Banca: reguladores querem garantir depósitos

Os reguladores mundiais vão examinar a eficácia das regras dos governos nacionais relativamente à protecção que é dada aos depósitos bancários caso essa entidade financeira entre em colapso, disse o Conselho de Estabilidade Financeira.

Num comunicado disponível no site do Financial Stability Board, afirma-se que os planos nacionais vão ser avaliados para encontrar «falhas potenciais» nos planos de garantia que os Estados puseram em marcha para proteger os depositantes, e acrescenta-se que estas falhas podem acontecer devido à possível insuficiência de fundos para reembolsar os depósitos, à falta de cooperação entre os Estados ou à falta de conhecimento por parte do público.

A chamada «vigilância dos pares vai examinar os sistemas de segurança para os depósitos e as alterações programadas», diz o Conselho, considerando que os reguladores devem «retirar ilações sobre a eficácia das reformas dos sistemas em resposta à crise».

Os Estados aumentaram os fundos de garantia aos depósitos como parte dos esforços para restaurar a confiança no sistema bancário depois da maior crise desde a Grande Depressão. A Irlanda, por exemplo, foi criticada pela chanceler alemã, Angela Merkel, por ter aumentado o valor destas garantias, levando os depositantes a fechar contas noutros países europeus e a transferi-las para aquele país.

Os governos nos 27 Estados membros da União Europeia e o Parlamento Europeu estão a estudar legislação que obrigaria os Estados a garantir depósitos num valor que pode chegar aos 100 mil euros e a reduzir os tempos de pagamento em caso de incumprimento da entidade bancária.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 12:37 | comentar | favorito