Banca cria almofada para tempos difíceis

Os maiores bancos portugueses, conta o Jornal de Negócios, comprometeram-se com as autoridades internacionais a tomar medidas de reforço de solidez de valor superior ao custo do TGV.

Os quatro maiores bancos portugueses comprometeram-se junto do Banco de Portugal, da troika e da Autoridade Bancária Europeia a tomarem medidas concretas destinadas a reforçar a sua margem de solidez em mais de 9,2 mil milhões de euros.

Um valor, diz o Jornal de Negócios, que lhes permitirá resistir melhor aos tempos difíceis que se adivinham, tendo em conta os resultados positivos alcançados nos testes de stress europeus.

Num contexto diferente, a folga adicional de capital que CGD, BCP, BES e BPI se preparam para gerar seria mais que suficiente para financiar a totalidade do projecto do TGV.

fonte:http://www.dn.pt/

publicado por adm às 21:33 | favorito
tags: