Banca europeia elimina 40 mil empregos em apenas um mês

Cinco bancos europeus avançaram com mais de 40 mil despedimentos no último mês.

O agravamento da crise europeia da dívida soberana está a castigar as receitas dos bancos que operam no espaço comunitário, a obrigar a um reforço dos seus rácios de capital e a congelar a actividade de fusões e aquisições. Uma das respostas do sector financeiro foi cortar no número de funcionários.

Só no último mês cinco bancos europeus - UBS (3.500), HSBC (30.000), Barclays (3.000), Royal Bank of Scotland (2.000) e Credit Suisse (2.000) - anunciaram um total de mais de 40 mil despedimentos.

A tensão também se faz sentir nas cotações em bolsa com o índice da Bloomberg que reúne 46 dos maiores bancos europeus a acumular perdas de 31% desde o arranque de 2011.

Já em Portugal uma das respostas dos bancos tem sido emagrecer a rede de balcões. De acordo com dados da CMVM reunidos pela agência Lusa, os cinco maiores bancos portugueses - a CGD, o BCP, o BES, o BPI e o Santander Totta - encerraram 85 agências no território nacional entre Janeiro e Junho, ajustando as suas redes à actual conjuntura do sector bancário.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 00:02 | comentar | favorito
tags: ,