Banca volta a reduzir os empréstimos à economia

A banca emprestou um total de 4,87 mil milhões de euros à economia, com as empresas a absorverem a grande maioria dos financiamentos. Ainda assim, este montante representa uma quebra superior a 20%, quando comparado com igual período do ano passado.

 

Os bancos financiaram as empresas e as famílias em 4,87 mil milhões de euros, em Julho, menos 26% do que há um ano, mas mais 7,5% do que em Junho, de acordo com os dados provisórios divulgados hoje pelo Banco de Portugal.

O grande bolo foi destinado ao financiamento de empresas. Entre os financiamento até um milhão de euros e os superiores a esse montante, os bancos emprestaram 4 mil milhões de euros às empresas.

Já as famílias receberam financiamentos no valor de 864 milhões de euros. 

Os financiamentos à economia têm vindo a ser reduzidos, depois da crise financeira ter levado a uma recessão mundial e, posteriormente, a uma crise de dívida. Evoluções que têm levado a maiores dificuldades da banca em conseguir aceder ao mercado de crédito. O que acaba por levar a um corte nos financiamentos à economia.

Os bancos têm alertado para esta realidade e para a continuação deste cenário. Menos financiamentos e a preços mais elevados. Este é a actual conjuntura para quem está à procura de crédito.

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/

publicado por adm às 22:57 | favorito