BPI é o banco mais exposto à dívida pública italiana

Os maiores bancos portugueses têm 1,032 mil milhões de euros de exposição à dívida pública de Itália. Este montante está quase todo no balanço do banco liderado por Fernando Ulrich.

O BPI tinha 972 milhões de euros investidos em títulos de dívida pública italiana, no final de Junho. No balanço do BCP estão 50 milhões de euros. A Caixa Geral de Depósitos e o BES não tinham obrigações de Itália.

A crescente desconfiança sobre a capacidade de a Itália fazer face ao pagamento da sua dívida pública, que é superior a 120% do PIB, está a fazer subir os juros implícitos nas obrigações. A "yield" ronda os 7%, nível considerado insustentável pelos analistas.

O aumento da "yield" corresponde a uma queda dos preços das obrigações, que pode penalizar as contas dos bancos. Estes vão ter de registar ao preço de mercado os títulos de dívida pública, assumindo nas contas as eventuais perdas que daí decorram até Junho de 2012. 

Esta imposição foi acordada na última cimeira europeia, abrangendo bancos de toda a Europa. A queda mais recente dos preços, nomeadamente das obrigações italianas, não será contabilizado no âmbito daquela medida, uma vez que foi acordado que seriam tidas em conta as cotações de 30 de Setembro. 
fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/
publicado por adm às 19:47 | favorito
tags: