BPI admite corte de remunerações variáveis até 15%

O presidente do BPI recusou esta quarta-feira proceder a reduções de salários dos trabalhadores do banco, mas referiu que a parte variável das remunerações deverá sofrer um corte de 10 a 15 por cento.

«Não equacionamos fazer isso», disse Fernando Ulrich questionado sobre a necessidade de fazer eventuais cortes nos salários dos funcionários do banco no próximo ano.

Fernando Ulrich afirmou ainda que já desde 2008 que o BPI tem vindo a reduzir as remunerações variáveis dos trabalhadores, uma vez que os resultados do banco desde então têm sido castigados.

«É natural que este ano voltem a cair», afirmou, referindo-se às remunerações variáveis pagas em 2012 referentes a 2011.

«Em média, podem cair 10 a 15 por cento», acrescentou.

Também o presidente do BES, Ricardo Salgado, não excluiu que o banco possa vir a ter que proceder a um corte dos salários dos funcionários em 2012, tendo em conta a recessão prevista para a economia portuguesa.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/f

publicado por adm às 20:56 | favorito
tags: ,