BIC mantém cerca de 1.000 trabalhadores do BPN

O BIC comprometeu-se a manter pelo menos metade dos trabalhadores do BPN quando acordou a compra do banco com o Governo. Mas está interessado em manter mais - cerca de 1000 postos de trabalho. 

«Ao longo destes meses, pensámos desistir deste negócio e pediram-nos para regressarmos à mesa das negociações, para virmos a Portugal e aceitámos negociar» e, negócio fechado, «vamos manter cerca de 1.000 postos», adiantou o presidente do Conselho de Administração e da Comissão Executiva do BIC, Fernando Teles.

«O que vamos tentar é ver se não fechamos balcões, é tentar manter o banco em funcionamento com rentabilidade. Pode não ter nos primeiros seis meses ou primeiro ano», mas há-de l+a chegar, afirmou.

«Sabemos que a conjuntura portuguesa não é favorável a entrarmos no mercado», mas «o BIC Angola teve uma rentabilidade de 160 mil milhões de dólares líquidos e tem condições para meter cá».

Consciente de que «não vai ser pêra doce, não vai ser fácil», o responsável assegurou que quer «fazer do banco um banco rentável e que mantenha postos de trabalho. Manter 1.000 postos de trabalho para mim é regozijo».

«Tínhamos sete bancos. Vamos passar a ter 227. Na terça-feira teremos uma reunião de quadros. A mensagem a transmitir aos gerentes é que estamos disponíveis para manter os balcões se conseguirem ser rentáveis».

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 21:01 | favorito