Banca precisaria de 242 mil milhões para cumprir novas regras

Os bancos europeus precisariam de 242 mil milhões de euros para cumprir com as regras de Basileia III, caso estas estivessem em vigor em junho de 2011, revelou esta quarta-feira a Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês).

Segundo um estudo feito pela entidade para avaliar a capacidade de 48 grandes bancos europeus para satisfazer os requisitos das novas regras europeias para o setor bancário, com base nos indicadores das entidades analisadas a 30 de junho do ano passado, 27 dos 48 bancos testados teriam apresentado um rácio core tier 1 inferior a 7 por cento à data, o patamar exigido pelas normativas de Basileia para bancos com presença internacional.

Dez bancos, ou seja, cerca de um quinto das instituições analisadas, nem sequer atingiriam um rácio core tier 1 de 4,5 por cento, que é o mínimo absoluto definido.

Para atingir o nível de 7 por cento, os bancos teriam que aumentar o seu capital até um total de 242 mil milhões de euros, o que, segundo o organismo, é indicativo das suas carências atuais.

«Face a estes resultados, espera-se um esforço significativo dos bancos para satisfazer os requisitos de capital calculados em função do risco», salientou a EBA, citada pela Lusa.

Este estudo serviu para conhecer o impacto que teria nos bancos europeus a implementação do acordo de Basileia III, que se aplicará faseadamente entre 2013 e 2019.

As normas internacionais acordadas em 2010 pelo comité de supervisão bancária de Basileia, que reúne supervisores bancários de vários países, exigem maiores reservas de capital aos bancos para evitar que exista uma nova crise como a que assolou os mercados financeiros mundiais em 2008, após a falência do banco de investimento norte-americano Lehman Brothers.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 00:15 | comentar | favorito