Financiamento da banca à economia dispara em Março

No mês de Março, os bancos abriram os cordões à bolsa.

Em Março foram concedidos 5,8 mil milhões de euros em novos empréstimos aos particulares e às empresas, mais 1,9 mil milhões de euros do que no mês precedente. Em termos percentuais, trata-se da maior subida mensal desde que o Banco de Portugal disponibiliza este histórico (Janeiro de 2003): uma subida de 47% face ao mês precedente.

Contudo, foi no crédito aos particulares onde se assistiu a uma subida mais acentuada no crédito concedido. Os empréstimos para habitação, consumo e outros fins cresceram 183% face ao que se verificou em Fevereiro. Em Março, foram concedidos 1,5 mil milhões de euros em empréstimos aos particulares. Ou seja, mais 973 milhões de euros do que os 531 milhões de euros que tinham sido concedidos em Fevereiro.

No caso das empresas também se registou uma subida do crédito concedido. No total foram emprestados 4,3 mil milhões de euros, o que representa uma subida de 26% face aos 3,4 mil milhões de euros que tinham sido emprestados em Fevereiro.

Esta subida no crédito concedido, acontece logo no mês seguinte ao Banco Central Europeu ter injectado liquidez no mercado ao disponibilizar 529, 5 mil milhões de euros de financiamento a três anos à banca europeia, alargando para um bilião de euros o total concedido neste tipo de empréstimos (em Dezembro o BCE já tinha efectuado uma operação semelhante). Esta operação veio facilitar a disponibilidade dos bancos para financiar a economia.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 13:42 | comentar | favorito