Bancos cobram mais por comissões nos créditos à habitação e pessoal

Os bancos aumentaram as comissões no crédito  à habitação e no crédito pessoal em 2011, passando a cobrar mais nestes  produtos bancários, de acordo com informação hoje divulgada pelo regulador.

 

"Da análise efetuada, conclui-se que em 2011 se registou tendencialmente  um aumento das comissões praticadas pelas instituições de crédito face ao  ano anterior", lê-se no Relatório de Supervisão Comportamental, hoje disponibilizado  pelo Banco de Portugal (BdP).  Segundo a instituição liderada por Carlos Costa, o aumento foi "mais  significativo e generalizado" nas comissões iniciais cobradas nos contratos  de crédito à habitação e crédito pessoal.  

O crédito à habitação e crédito pessoal têm comissões em três momentos:  na realização do contrato (comissões iniciais), enquanto este dura e no  seu termo. Neste tipo de crédito, as comissões iniciais praticadas para um contrato  de 150.000 euros subiram 18 por cento, segundo contas do BdP, ao passarem  de uma média de 530,31 euros em janeiro de 2011 para 623,44 em janeiro deste  ano. 

No crédito pessoal, tendo em conta um empréstimo de 10.000 euros sem  finalidade específica e sem condições particulares, as comissões iniciais  médias passaram de 99,89 euros em janeiro de 2011 para 179,48 no primeiro  mês deste ano, ou seja, subiram cerca de 80 por cento. 

Já noutros produtos bancários, como os depósitos à ordem, o BdP afirma  que as comissões cobradas pelos bancos em 2011 revelaram "maior estabilidade"  face aos valores de 2010, havendo "subidas apenas pontualmente". 

fonte:http://sicnoticias.sapo.pt/e

publicado por adm às 23:45 | favorito