Banca fica com três das maiores exportadoras de têxteis para o lar

Fonte oficial da nova holding não descarta despedimentos. Trabalhadores estão assustados.

Três das maiores exportadoras portuguesas de têxteis para o lar foram compradas pelo Fundo de Recuperação - um fundo de investimento detido maioritariamente pela banca e que conta também com uma participação do Estado. As três empresas não se vão fundir fisicamente, mas a nova gestão não descarta despedimentos. Os mais de dois mil trabalhadores estão assustados.

"O Fundo de Recuperação adquiriu três empresas têxteis portuguesas, a Coelima, a José Machado de Almeida (JMA) e a António Almeida & Filhos (AAF)", confirmou fonte oficial da nova holding, a MoreTextile, que agrega as três exportadoras.

Com sérios problemas financeiros, as três empresas serão agora sujeitas a um plano de reestruturação, cujo objectivo será torná-las rentáveis. O Fundo de Recuperação - gerido pela ECS Capital - é especializado na reestruturação de empresas que, embora apresentem problemas financeiros graves, tenham potencial de rentabilização no futuro. Foi este fundo que no ano passado assumiu o controlo da produtora de sapatos Aerosoles, já transformada em MoveOn.

Entre os principais subscritores do fundo estão os cinco maiores bancos nacionais - incluindo a Caixa Geral de Depósitos - e a Direcção-geral do Tesouro, com uma participação minoritária. Neste momento, o fundo já tem capital subscrito no valor de 740 milhões de euros, de acordo com informação da ECS Capital. A compra das empresas é feita através da transformação dos créditos detidos pelas entidades financeiras ou pelo Estado, em capital social, que fica na posse do fundo.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:31 | favorito