Montepio rescinde com 71 trabalhadores do ex-Finibanco

As negociações entre o Montepio e os trabalhadores do ex-Finibanco já terminaram, tendo resultado na rescisão de 71 pessoas, disse à Lusa fonte oficial do banco.

O Montepio comprou o Finibanco no final de 2010. Na sequência desta operação, a administração liderada por Tomás Correia tomou a decisão de transferir os cerca de 200 trabalhadores daquele banco para os serviços centrais da instituição mutualista em Lisboa, o que o Sindicato dos Bancários do Norte (SBN) considerou um "despedimento encapotado", avançando mesmo com uma providência cautelar.

Em Fevereiro deste ano, a acção judicial foi suspensa para se abrir uma nova fase nas negociações entre banco e representantes dos trabalhadores. Fonte oficial do Montepio disse à Lusa que o processo já terminou e que o banco rescindiu contrato com 71 trabalhadores do ex-Finibanco, tendo sido "transferidos para Lisboa 93 colaboradores". 

Já 98 trabalhadores mantiveram-se a trabalhar no Porto, acrescentou a mesma fonte do banco.

O Montepio disse ainda que as negociações iniciadas quando da suspensão da providência cautelar "resultaram na decisão de pôr fim à acção judicial".

O Sindicato dos Bancários do Norte confirmou à Lusa que as relações com o banco estão agora saneadas e que a instituição se comprometeu a que os trabalhadores fossem sendo transferidos de Lisboa para o Porto logo que houvesse vagas, o que já aconteceu.

No caso dos 16 associados no sindicato que foram do Porto para Lisboa, alguns já regressaram ao Porto e mais dois estarão de regresso por estes dias, adiantou.

"Tem sido cumprido o que acordamos", afirmou à Lusa o presidente do SBN, Mário Mourão.
fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/
publicado por adm às 17:25 | favorito
tags: